Cinema com Chocolate: Crô – O Filme

Já tem um tempo que vários filmes brasileiros tem ganhado destaque, então vira e meche sempre tenho vontade de assistir algum! O filme da vez foi Crô, que foi lançado em novembro de 2013, entre os atores estão o Marcelo Serrado e o Alexandre Nero, que admiro muito, além de contar com a participação da musa Ivete Sangalo.

cro-banner

Sinopse: Após herdar a fortuna de Tereza Cristina, Crodoalvo Valério, mais conhecido como “Crô” (Marcelo Serrado), está cansado da vida de milionário. Decidido a encontrar uma nova musa a quem possa dedicar sua vida, ele inicia uma busca pessoal que faz com que entreviste diversas peruas. Seu objetivo é encontrar aquela que seja melhor qualificada para que ele próprio possa servir como mordomo, assim como fez com sua antiga patroa. Entretanto, após muito avaliar, acaba percebendo que sua musa ideal é justamente aquela que jamais havia imaginado.

cro-capa

O personagem Crô apareceu primeiro na novela da Globo “Fina Estampa” (2011/2012) e teve grande destaque e repercussão, tanto que ganhou um filme para contar sua história após herdar uma grande fortuna.

Faz um bom tempo que eu não assisto novelas, a maioria porque não me interessa, algumas até tenho um pouco de vontade, mas acabo preferindo fazer outras coisas com meu tempo livre. Mesmo sem ter acompanhado a novela me lembro do personagem, coisa que não acontece sempre, né?

Com relação a história do filme não é muito elaborada, lembra uma novela leve de assistir, que preza mais o humor do que a história.
Ah, vale lembrar que apesar de ter essa ligação com a novela e mostrar alguns detalhes, não é necessário ter assisto Fina Estampa para entender o filme!

CrôFoto2

Nem preciso falar que o time de atores é global, né? Como na maioria dos filmes brasileiro, principalmente esse que é a “continuação” de uma novela. No geral gostei muito das atuações!

Na minha visão o filme não teve tanta repercussão e pesquisando na internet vi algumas criticas negativas, minha opinião é diferente, achei um filme leve e descontraído, ótimo para dar algumas risadas, assistiria novamente sem problemas, resolvi até perguntar para mulher na locadora se o pessoal gostava do filme e ela disse que sim, então não foi só eu, hahaha :)

E vocês, já assistiram?

Cinema com Chocolate: Noé

No último final de semana estava um tempinho gostoso para assistir filme comendo uma pipoca e foi o que eu fiz! Assisti a três filmes e aos poucos vou contar aqui o que achei sobre eles.

O escolhido para aparecer por aqui primeiro foi o Noé (Noah), a história todo mundo já conhece, né? Aquela mesmo bíblica, da arca… A história foi adaptada para o cinema por Darren Aronofsky, com participação de Russell Crowe, Jennifer Connelly, Emma Watson (nossa eterna Hermione, adoro o trabalho dela).

P1

Sinopse: Noé (Russell Crowe) vive com a esposa Naameh (Jennifer Connelly) e os filhos Sem (Douglas Booth), Cam (Logan Lerman) e Jafé (Leo McHugh Carroll) em uma terra desolada, onde os homens perseguem e matam uns aos outros. Um dia, Noé recebe uma mensagem do Criador de que deve encontrar Matusalém (Anthony Hopkins). Durante o percurso ele acaba salvando a vida da jovem Ila (Emma Watson), que tem um ferimento grave na barriga. Ao encontrar Matusalém, Noé descobre que ele tem a tarefa de construir uma imensa arca, que abrigará os animais durante um dilúvio que acabará com a vida na Terra, de forma a que a visão do Criador possa ser, enfim, resgatada.

noah-movie-review-noah

Quando o filme foi lançado eu fiquei com bastante vontade de assistir e criei uma grande expectativa, por vários motivos, pela propaganda, grande produção, atores, a história bíblica… Acho que isso acabou influenciando.

Acontece que, o filme deixou a desejar, a história não é fiel a da bíblia e acredito que isso era o que todos (ou a maioria) estavam esperando ver, inclusive eu.

Um outro fato, não sei se foi só comigo porque já estava querendo saber logo qual seria o desenrolar da história, mas do meio para o final do filme parece que foi tudo mal encaixado na história para chegar logo nos “finalmentes”, não sei se conseguiram entender! Haha

Tirando esses detalhes que eu citei, gostei muito da atuação, dos cenários, efeitos e tudo mais.

Ah, dois fatos bizarros sobre o filme são o jeito que os homens comem e o figurino, achei bem moderno para época, principalmente o Noé no final do filme!

Em resumo, eu até gostei do filme, só que não amei, sabe? Vale a pena assistir para ver a maneira que eles contaram a história, mas se você está esperando que seja uma história fiel talvez não seja tão interessante assistir!

E vocês? Já assistiram esse filme, o que acharam?

Cinema com Chocolate: O menino do pijama listrado

Olá pessoal, tudo bom?

O filme de hoje é um drama, lançado em dezembro de 2.008, dirigido por Mark Herman, baseado no livro do mesmo título. O Netflix me indicou várias vezes esse filme, acabei assistindo, pois já ouvi falar muito bem do livro (nunca li).

20028625

Sinopse do filme: Alemanha, Segunda Guerra Mundial. O menino Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos, é filho de um oficial nazista (David Tewlis) que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe (Vera Farmiga) para uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel (Jack Scanlon), um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está sempre do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa, cada vez mais, a visitá-lo, tornando essa relação mais perigosa do que eles imaginam.

O filme é lindo, muito bem feito e com atuação maravilhosa dos atores mirins.
A história apesar de linda é triste e é bem provável que você chore. Apesar do filme falar de nazismo, mostra uma verdadeira história de amizade.
Eu sei que tem pessoas que não gostam de filmes nesse estilo, drama, que fazem chorar e são triste. Eu não gosto de assistir sempre esse tipo de filme, mas de vez em quando eu assisto, me faz pensar na vida, refletir e agradecer por tudo que tenho.
Vale a pena assistir :)

Resenha: A Culpa é das Estrelas (livro + filme)

Confesso que depois que entrei na faculdade não li quase que não fosse relacionado ao meu curso. No final do ano passado com toda falação sobre o livro A Culpa e das Estrelas (The Fault in Our Stars) acabei ficando muito curiosa e resolvi ler, não fiz post na época por achar que o meu seria apenas mais um no meio de tantos, no entanto agora que assisti o filme, achei que seria valido.

ACEDE$

Sinopse da história: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.

Sobre o livro:
Primeiramente queria dizer que eu acho a capa muito fofa, mas a curiosidade na época me faz ler em PDF mesmo, pelo celular!
É uma história fictícia, embora a personagem Hazel tenha sido inspirada em uma pessoal real.
O livro é do autor John Green, que está super em alta, fiquei bem animada para ler outros livros dele.
Vamos ao que eu achei, confesso que eu não esperava gostar tanto, achei que era mais uma modinha, no fim amei e li em pouco tempo. A história me prendeu do começo ao fim, apesar do drama, existe toda uma história de romance, o que eu achei bem fofo! O fim é surpreendente, uma coisa que me deixou me triste foi eu ter lido um spoiler sem querer no YouTube e foi um choque!

capaaede

Sobre o filme:
Não preciso nem dizer que é inspirado no livro, né?
Após ler o livro e saber que o filme ia ser lançado eu fiquei muito animada, aguardei ansiosamente a estréia. Fui assistir sábado passado, só consegui fazer o post hoje.
Para mim, o filme ficou bem parecido com o livro, não senti falta de muita coisa, gostei muito e me apaixonei mais ainda pela história.
No cinema chorei bem mais que no livro e tinha muita gente chorando, saindo com o olho vermelho do cinema, haha. Isso muda de pessoa para pessoa, mas tenho certeza que todo mundo que assistir vai se emocionar!

15990637

Algumas observações:

  • O final é surpreendente e eu amo quando isso acontece.
  • Eu concordo plenamente com a citação do autor Markus Zusak (A menina que roubava livros) na capa de nuvem: “Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais”.
  • Não precisa ter lido o livro para assistir o filme.
  • O filme é recomendando para maiores de 12 anos.
  • Os momentos da minha vida que estava passando quando li o livro e depois quando assisti o filme deixou mais especial ainda.
  • Existem frases lindas, estou até pensando em fazer um post reunindo algumas.
  • Os atores Shailene Woodley (Hazel) e Ansel Elgort (Augusto) trabalharam juntos em Divergente, que também foi um grande sucesso.

Sei que tem muita gente que não gosta desse tipo drama, que fala sobre coisas tristes e nos fazem chorar. Eu gosto de assistir de vez em quando, me faz pensar na vida, refletir e agradecer tudo que tenho. Apesar da pegada triste da história, geralmente existe algo que deixa a história bonita, interessante e de certa mais leve, nesse caso é o romance que existe entre os personagens :)

Agora me contem, já assistiram/leram? O que acharam?

Onde me encontrar? Facebook Instagram | Youtube | Pinterest | Email | Tumblr | We heart it

Cinema com Chocolate: Reality Show – RuPaul’s Drag Race

Olá pessoal :)

Hoje vou indicar para vocês um reality show muito bom, que estou viciada! E não é o Big Brother (brinks, nem assisto).

510x340

Já ouviram falar de America’s Next Top Model? Aquele reality show de modelos. Agora imagina um reality no mesmo estilo, só que com Drag Queens!

6a0105356c398f970c012877691135970c

Participantes

rupaul-all-star-drag-race-cast-photos

O seriado está na sua sexta temporada. É uma competição com várias provas para descobrir quem será a próxima Drag Queen mais incrível da America e a cada semana um participante é eliminado, restando 3 para a grande final. Além de alguns prêmios que recebem no meio do programa, o vencedor ganha vários prêmios maravilhosos, tipo um estoque de maquiagem para o resto da vida e milhares de dólares.

ru1

RuPaul

Para vocês terem uma noção, toda apaixonada por maquiagem no mínimo deve ficar curiosa. A primeira temporada foi patrocinada pela MAC e a segunda pela NYX, só aí já fiquei com vontade de assistir… Por falar em MAC um dos desafios foi relacionada a campanha do Viva Glam.

É incrível ver as transformações, os participantes se superando a cada desafio, entender a arte de ser Drag Queen. Algumas drags são engraçadas, mas algumas são realmente bonitas.

Estou na terceira temporada e até agora o que eu achei de ponto negativo é que algumas falas e desafios ficam um pouco repetitivos depois de um tempo, mas nada que desanime assistir!

524214_438577986187214_283539731_n

RuPaul

Super recomendo, é divertido, tem drama, competição, glamour, brilho, muita maquiagem. É incrível. Adoro assistir!

Ps: Assisto no Netflix, e lá tem disponível 5 temporadas!

Cinema com Chocolate: Os Croods

Quinta-feira é dia de Cinema com Chocolate por aqui e o filme da vez é “Os Croods”.

Não conhecia esse filme até que a Netflix publicou um trailer lá no facebook avisando que logo chegaria ao seu acervo e algumas pessoas ficaram animadas, então fiquei curiosa!

O filme é uma animação de aventura e comédia que foi lançada em março de 2013 da Dream Works e dos mesmos criadores de Madagascar.

os-croods-01

Sinopse do AdoroCinema: Em plena era pré-histórica, escondidos na maior parte do tempo dentro de uma caverna, vivem Grug (Nicolas Cage / Hércules Franco), a esposa Ugga (Catherine Keener / Bárbara Monteiro), a vovó (Cloris Leachman / Mariângela Cantú), o garoto Thunk (Clark Duke / Fred Mascarenhas), a pequena e feroz Sandy (Randy Thom / Pâmela Rodrigues) e a jovem Eep (Emma Stone / Luísa Palomanes). Eles são os Croods, uma família liderada por um pai que morre de medo do mundo exterior. Só que grandes transformações estão para acontecer, pois a adolescente Eep acaba conhecendo o também jovem Guy (Ryan Reynolds / Raphael Rossatto) e ele vai apresentar um incrível mundo novo, para o desespero do paizão protetor. Agora, juntos, eles vão enfrentar grandes desafios e se adaptar a uma nova e divertida era.

Trailer:

É um filme bem fofinho, descontraído e passa um mensagem bonita no final. Eu adoro assistir esse tipo de animação quando estou desanimada, sempre me alegra! Ou quando estou “atoa”.

Fora que é muito bem feito, a trilha sonora, as cenas, gostei de tudo mesmo!

A história é um pouco, digamos que simples e o filme não pegou para valer no Brasil, mas vale a pena assistir :)

Sessão pipoca: Série – Orange is the new Black

Olá pessoal, tudo bom?

Já ouviram falar da série, Orange is the new Black? A principio, eu adorei o nome dessa série, achei super divertido, mas quando o Netflix me recomendou eu torci o nariz, pensei que não era o tipo de série que eu gostava, etc, mas… as aparências enganam, estou adorando!!

maxresdefault

Sinopse:  Cada sentença é uma história

Da mesma criadora de “Weeds” chega uma nova série sobre a vida em uma prisão feminina e seus momentos hilários e de cortar o coração. O passado de Piper Chapman bate à porta. Ela é detida e condenada a cumprir pena numa penitenciária federal. Para pagar por seus crimes, Piper troca uma vida confortável em Nova York pela prisão, onde encontra tensão e companheirismo num grupo de detentas desbocadas.
O que eu achei?
De fato a série é bem diferente do que eu costumo assistir, e contém algumas cenas mais fortes, de sexo e drogas, segundo o Netflix é  uma série Picante e Sarcástica.
O que eu mais acho legal é que conforme a história vai se desenrolando, a história dos personagens vai aparecendo, é possível ver como elas foram presas, o que aconteceu, os sentimentos… Ah, revendo o trailer, vi que é uma série baseada em fatos em reais, o que torna tudo mais interessando, pq fico pensando o que realmente aconteceu, o que é ficção… Estou viciada!  Vale muito a pena assistir :)
Trailer:
Já conheciam a série?